geracao de energia

Geração própria de energia a partir da luz solar atinge 1 milhão de unidades no Brasil

Estimativa prevê que país dobre sua capacidade instalada de energia solar em 2022

A crise energética no Brasil está fazendo a energia solar avançar a passos largos no país. De acordo com levantamento da Absolar (Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica), o Brasil já ultrapassou a marca de 1 milhão de imóveis com geração própria de luz elétrica por meio da energia solar. 

Ainda segundo os dados, as fontes solares instaladas nas unidades consumidoras pelo país chegam a 8,6 GW (gigawatts) de potência, o que representa dois terços da capacidade energética da usina hidrelétrica de Itaipu. O mercado tenta facilitar a compra de luminária solar, e principalmente, dos painéis solares. 

Imóveis residenciais representam a maior parte da energia solar no Brasil

geracao de energia

Segundo o levantamento da Absolar, 76,6% das unidades consumidoras com fonte solar são oriundas de imóveis residenciais. Os setores de comércio (13,4%), produtores rurais (7,6%) e indústrias (2,1%) completam a lista. 

Para a Absolar, o rápido crescimento das fontes de energia solar no Brasil nos últimos anos se deve à instalação de usinas de pequeno porte e de grandes empresas que chegaram ao mercado para facilitar o consumo de painéis solares, importantes para estimular consumidores que desejam gerar a própria energia. 

Expectativa é que energia solar dobre de capacidade no país em 2022

A expectativa da Absolar é que a energia solar dobre a sua capacidade instalada no país na comparação com 2021. Impulsionado pelo marco regulatório da energia solar, sancionado pelo governo no início deste ano, a procura por fontes de energia solar deve crescer. 

Pagar uma conta de luz mais barata e ter uma alternativa de geração de energia própria para uso são os principais fatores que impulsionam consumidores a correr atrás de fontes solares para suas residências. 

A Absolar estima que, até o momento, a energia solar tenha atraído cerca de R$ 44 bilhões em investimentos e gerado mais de 260 mil empregos no país desde 2012. Neste ano, a previsão é de que haja um investimento de cerca de R$ 50,8 bilhões no setor. 

Expectativa é que o uso de energia solar no mundo cresça 30% em 2022 

A IEA (Agência Internacional de Energia) prevê um crescimento de 30% no uso de energia solar em todo o mundo ao longo de 2022. A estimativa tem como base o crescimento abundante da distribuição global de energia solar nos últimos anos. 

Segundo a IEA, em 2021 o Brasil entrou na lista dos 20 países líderes em capacidade instalada de energia solar no mundo. Agora, o país está ao lado de países como China, Alemanha, Japão e Estados Unidos. 

Impulsionada pela sua capacidade de reduzir custos com energia elétrica e gerar uma fonte de energia limpa e renovável, a energia solar deve bater recordes de capacidade nos próximos 20 anos. 

De acordo com o relatório World Energy Outlook, produzido pela IEA, as energias renováveis, como a solar, devem ser responsáveis pelo crescimento de 80% da produção global de energia elétrica na próxima década. 

Pensando a longo prazo, a energia solar deve se consolidar como uma das principais fontes no mundo até 2040. Suas características são cruciais para que os consumidores busquem por opções de fonte solar. 

Autonomia, sustentabilidade e economia são muito importantes, principalmente em cenários de crise energética, como vivemos no Brasil atualmente. 

Muito focada em hidrelétricas, a matriz energética brasileira pode encontrar na energia solar a possibilidade de expandir sua capacidade com consistência nos próximos anos, diminuindo a dependência do país de outras fontes de energia mais caras e escassas. 

Ainda há um grande caminho pela frente para que a modalidade de energia se torne realmente relevante no país. Em nota, a Absolar aponta que dos 89 milhões de consumidores de eletricidade no país, apenas 1,1% fazem uso de energia solar. Isso mostra o quanto esse tipo de fonte de energia pode crescer nos próximos anos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.